Participe da construção da POLÍTICA DE CT&I DE PERNAMBUCO!

O que é a Caravana da Inovação ?

A Caravana da Inovação representa um conjunto de eventos coordenados pela Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação do Governo do Estado (SECTI-PE) com o objetivo de mobilizar a população pernambucana e as instituições do Sistema Pernambucano de Inovação (SPIn) para a discussão e construção da nova política de Ciência, Tecnologia & Inovação (CT&I) do estado para o período de 2023 a 2027. Esta política contará com eixos norteadores e linhas de ações que serão a base de orientação das ações de CT&I em Pernambuco. Neste processo inclui-se a elaboração e validação junto com a sociedade de propostas norteadoras de políticas públicas para a área de CT&I que subsidiam o desenvolvimento do estado em consonância com as necessidades e vocações territoriais e locais.

Considerando tanto os instrumentos desenvolvidos pela transformação digital, quanto às limitações operacionais advindas da pandemia por COVID-19, a Caravana da Inovação será realizada pela primeira vez em formato híbrido, contando com uma plataforma digital de comunicação e interação com a sociedade, além de oficinas, seminários virtuais e eventos especiais em formato presencial. Desta forma, a SECTI visa fortalecer as ações do governo digital e oferecer à sociedade diferentes mecanismos de acesso para ampliar sua participação na construção da política pública de CT&I, contemplando a diversidade social, estrutural e territorial de Pernambuco.

Enfatiza-se que o processo de construção da política pública estadual está embasado em metodologias estruturadas e consagradas, fazendo-se presentes desde a elaboração da Estratégia de Ciência Tecnologia e Inovação para Pernambuco (2017-2022), sob a coordenação da SECTI-PE. Através da análise de propostas direcionadas à SECTI por meio de consulta pública durante a Caravana da Inovação, espera-se subsidiar a elaboração de documentos da política estadual de CT&I. Para análise de viabilidade das propostas e redação de documentos, dispomos de um comitê técnico-científico formado por especialistas desta Secretaria e instituições vinculadas. Destarte, almejamos promover através da Caravana da Inovação uma melhor articulação territorial, difusão das iniciativas existentes e mobilização dos atores para ampliar a participação na construção da política de CT&I.

Conheça os novos Eixos Estratégicos em construção

Ampliar e fortalecer a capacidade de produção e difusão científica com articulação e compartilhamento do conhecimento

  • Pesquisa e produção do conhecimento
  • Internacionalização
  • Difusão e divulgação científica
  • Infraestruturas de P&D
  • Articulação e compartilhamento
  • Comunicação pública
  • Fortalecimento das redes e grupos de pesquisa de excelência e portadores de futuro no Estado.
  • Ampliação e internacionalização da produção científica em temas prioritários para o estado.
  • Estruturação de Alianças de Conhecimento envolvendo diferentes atores do SPIn, parceiros nacionais e internacionais.
  • Desenvolvimento de “Laboratórios do Mundo Real”.
  • Promoção de cooperação entre as ICTs do Recife e do interior.
  • Compartilhamento das infraestruturas, laboratórios e equipamentos para potencializar as ações de ensino, pesquisas e extensão nas ICTs e escolas técnicas.
  • Difusão e estímulo à ciência aberta e livre.
  • Ampliação de atividades e eventos de difusão e divulgação científica.
  • Fortalecimento da comunicação pública como instrumento de divulgação científica, tecnológica e de inovação.

Desenvolver a base de recursos humanos com o fortalecimento e ampliação das competências, talentos e criatividade

  • Criatividade
  • Habilidades
  • Competências
  • Hipercultura
  • Talentos
  • Fixação de recursos humanos
  • Liderança e empreendedorismo
  • Liderança e empreendedorismo
  • Educação básica e ensino médio
  • Ensino Técnico e Profissionalizante
  • Graduação e Pós-graduação
  • Fortalecimento do ensino e difusão das ciências, matemática e de novas habilidades tecnológicas na educação básica, em especial nas escolas de ensino médio e escolas técnicas.
  • Ampliação da formação de profissionais nos diferentes níveis, em especial nas carreiras STEM+C (Ciência, Tecnologia, Engenharias, Matemática e Computação), levando em consideração a dimensão de gênero e o empreendedorismo.
  • Promoção da internacionalização da formação e da hipercultura como habilitadoras aos empregos do século XXI
  • Atração e fixação de talentos e profissionais qualificados.
  • Incentivo à oferta de capacitação e treinamento pelas ICTs alinhados às demandas e vocações territoriais de cada região, explorando novos instrumentos tecnológicos e o ensino à distância (EAD).
  • Criação de ambientes de aprendizado estimuladores da produção de ideias, cultura da inovação e empreendedorismo
  • Qualificação de profissionais e valorização de carreiras para gestão e difusão da CT&I nas instituições públicas e privadas.

Promover a cultura e a infraestrutura digital em diferentes ambientes com a produção e o consumo responsável e sustentável

  • Conectividade e internet
  • Infraestruturas
  • Cultura e inclusão digital
  • Tecnologias habilitadoras
  • Negócios digitais
  • Governo digital
  • Ampliação e melhoria do acesso às redes digitais de comunicação.
  • Ampliação e melhoria do acesso às redes digitais de comunicação em especial em territórios e para grupos sociais mais carentes
  • Difusão e utilização das TICs e Indústria 4.0 nos setores econômicos da base produtiva, considerando as necessidades e características de cada região
  • Implantação e desenvolvimento de infraestrutura de pesquisa e inovação nos segmentos de tecnologias habilitadoras e convergentes.
  • Apoio à implantação de novas empresas em áreas de fronteira tecnológicas associadas a plataformas globais.
  • Desenvolvimento e ampliação de estruturas de governo eletrônico (e-gov) em todos os níveis da gestão pública.
  • Apoio ao sucesso de novos empreendimentos digitais inovadores.

Estimular e ampliar a capacidade inovativa e a difusão de tecnologias para a sustentabilidade social, ambiental e econômica de Pernambuco

  • Inovação e difusão de tecnologias nos negócios e nas empresas
  • Inovação em áreas estratégicas
  • Ecossistemas, Habitats e ambientes de Inovação
  • Produtividade e competitividade
  • Empreendedorismo inovador
  • Produção e consumo responsável e sustentável
  • Apoio à criação, fortalecimento e ampliação de Habitats, Ambientes ou Hubs de Inovação
  • Promoção de soluções derivadas do conhecimento local para atender as demandas da população.
  • Apoio e estímulo a produção cultural e economia criativa como insumos estratégicos para o ecossistema de inovação
  • Promoção da cultura para inovação, disseminando os valores, benefícios e vantagens junto às empresas pernambucanas
  • Valorização da agenda de sustentabilidade com foco em reciclagem, logística reversa, recursos hídricos e energias renováveis.
  • Implantação laboratório de inovação no setor público e ampliação das demandas governamentais por inovação e soluções tecnológicas
  • Implantação e fortalecimento de centros tecnológicos para difusão da CT&I e da inovação inclusiva na base da pirâmide econômica
  • Fortalecimento e expansão da infraestrutura de tecnologia industrial básica como subsistema de inovação
  • Ampliação significativa da massa crítica de start-ups e promoção de incentivos ao crescimento rápido (escalonamento) de empresas de base tecnológica

Fortalecer as políticas de CT&I com ampliação do fomento, adequações instrumentos legais e o envolvimento dos atores do Sistema Pernambucano de Inovação e toda a sociedade

  • Governança
  • Legislação e normas
  • Modelos de gestão
  • Gestão da política de CT&I
  • Participação e transparência
  • Fomento
  • Financiamento e recursos
  • Apoio à criação e fortalecimento de linhas de fomento diferenciadas para empreendedores criativos e inovadores, empresas e para startups.
  • Estímulo e fomento à proteção de propriedade intelectual, nacional e internacionalmente, incluindo mecanismo que ampliem a gestão de informação, transparência e publicidade relativa à propriedade intelectual.
  • Criação de instrumentos e instituições de apoio à internacionalização da pesquisa e pesquisadores.
  • Difusão e aplicação nas instituições públicas e privadas das novas diretrizes da LGPD
  • Criação e fortalecimento de plataformas digitais de comunicação e informação sobre o SPIn, com o desenvolvimento de mecanismos de difusão, governança, avaliação e calibragem da ECT&I-PE
  • Envolvimento dos municípios e instituições municipais nas políticas de ECT&I-PE
  • Estruturação, integração e fortalecimento de conselhos, comitês setoriais e territoriais para articulação e implementação das políticas de CT&I
  • Aprimoramento e adequação permanente da legislação referente aos estímulos e fomentos à CT&I de Pernambuco.
  • Fortalecimento da Facepe como principal instância de fomento à pesquisa e inovação.
  • Desenvolvimento de novos modelos de parceria público-privado e gestão para otimizar as políticas de CT&I .

Participe e Apoie a política de CT&I

Eventos

Seminários, Webnários e outros encontros

Para discutir a nova política de CT&I para Pernambuco estão previstos um conjunto de eventos, debates, palestras, entrevistas, seminários e outros encontros, utilizando-se principalmente o uso de ferramentas digitais e novos formatos e mecanismos de comunicação virtual.

Fundamentos e Referências

A elaboração da política de CT&I do governo do Estado de Pernambuco se baseia em orientações, diretrizes, documentos, legislações e outras referências para o segmento no âmbito nacional e internacional. A seguir tem-se alguns desses documentos: